Dicas valiosas para cuidar das peças de couro.

A bolsa é um dos itens de vestuário mais usados pelas mulheres. Ela acompanha o visual no dia a dia e entra em contato com diversas superfícies e resíduos. Exatamente por isso, é necessário tomar alguns cuidados com a bolsa para que o acessório sempre esteja em bom estado e não perca a durabilidade. Confira na galeria como higienizar cada tipo de material:

Como limpar bolsas sem estragar?

como limpar bolsas 2

Bolsas de couro: se o material for escuro, é possível limpar apenas com um pano de úmido a seco. Após o processo, aplique uma pequena quantidade de vaselina ou óleo de amêndoas em uma gaze e lustre a bolsa para dar brilho e hidratar o couro.

como limpar bolsas 3

Bolsas claras: já as bolsas de couro em tons mais claros, como branco e bege, podem ser limpas com sabão neutro (de coco, por exemplo) e um pano úmido. Após o processo, retire os resíduos e seque completamente.

como limpar bolsas 4

Bolsas com adereços de metal: no caso de fivelas, correntes ou aplicações em metal, evite que tais enfeites entrem em contato com a água. Basta usar um pano seco para lustrar as ferragens.

como limpar bolsas 7

Bolsas de camurça: esse material pode manchar quando em contato com a água; por isso, prefira remover marquinhas ou manchas com uma borracha escolar branca. Basta promover uma fricção suave e retirar os fragmentos que restarem.

como limpar bolsas 5

Carteiras de festa: esse tipo de bolsa costuma ser produzido a partir de materiais finos e delicados. Por isso, procure limpar sempre com uma flanela macia ou bolinhas de algodão secas. Esponjas ou produtos de limpeza abrasivos podem arranhar ou remover a pigmentação do objeto.

como limpar bolsas 6

Mochila: geralmente de materiais pesados, esse tipo de bolsa pode ser lavado na máquina com sabão neutro. A única ressalva é atentar-se para que a secagem seja perfeita. Entretanto, antes do processo, procure na etiqueta informações sobre a temperatura ideal da água e a possibilidade de soltar tinta durante a lavagem.

 

Artigo originalmente publicado em VIX

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *